O que é sortimento de produtos e como definir o ideal para sua loja?

E-commerce

22 de junho de 2022

A gestão do sortimento de produtos é um processo muito importante para o varejo, seja ele físico ou digital. Mas você sabe do que se trata esse conceito?

De forma geral, o sortimento se refere à quantidade de diferentes itens comercializados por uma loja, dentro de uma categoria específica.

Definir o sortimento ideal para o seu empreendimento é fundamental para conseguir atender às demandas do seu público-alvo, realizar uma gestão de estoque eficiente e aumentar as suas vendas.

Quer se aprofundar no assunto? Então, continue conosco que vamos explicar o que é sortimento de produtos e como definir o ideal para o seu negócio!

O que é sortimento?

O sortimento é o número de diferentes produtos comercializados dentro de uma categoria da loja, seja ela física ou virtual — esse é o conceito definido por Michael Levy e Barton Weitz, renomados professores de gestão do varejo.

Sendo assim, o sortimento está muito relacionado à profundidade, ou seja, o conjunto de SKUs (códigos que identificam os itens de acordo com as suas características e variações) presentes em uma categoria de produtos.

Para entender melhor, é preciso levar em consideração que os fabricantes costumam produzir diferentes tipos e variações de mercadorias. Uma camiseta, por exemplo, pode ser produzida em modelos, cores, tamanhos e materiais distintos.

Nem sempre faz sentido para os comércios venderem todo esse portfólio em seus canais de vendas. Por isso, os varejistas precisam fazer uma seleção dos itens mais adequados para atender às expectativas dos seus consumidores.

Um varejo especializado costuma apresentar um sortimento elevado da sua categoria principal. Uma loja de departamentos, por sua vez, pode contar com uma maior variedade de categorias e um menor sortimento em cada uma delas.

Diferença entre sortimento e mix de produtos

Embora sortimento e mix de produtos sejam muito utilizados como sinônimos, há uma diferença básica entre os termos, segundo o conceito de Levy e Weitz.

Enquanto o sortimento se refere à seleção de mercadorias disponíveis em uma determinada categoria da loja, o mix de produtos consiste no portfólio completo de itens vendidos pelo empreendimento.

Para ilustrar, pense em uma loja de calçados femininos com diversas categorias, como botas, tênis, sandálias e rasteirinhas. O mix de produtos é o catálogo completo de produtos oferecidos pela marca. Já o sortimento é a quantidade de itens presentes em cada categoria.

Qual é a importância da gestão do sortimento para o varejo?

Realizar uma boa gestão do sortimento é fundamental para encontrar o ponto de equilíbrio em relação às opções de produtos oferecidas pelo seu negócio.

Afinal, é preciso disponibilizar diferentes tipos e variações de mercadorias para garantir que o consumidor encontre o produto que melhor atenda às suas expectativas e necessidades.

Por outro lado, se o sortimento for amplo demais, o cliente pode ter dificuldades em fazer uma escolha, tendo uma experiência negativa e deixando de fazer a compra. Isso, por sua vez, pode resultar em estoques parados e prejuízos financeiros.

Dessa maneira, é preciso definir o sortimento de produtos de forma estratégica, buscando a seleção ideal de mercadorias que ofereça uma variedade suficiente, sem sobrecarregar o estoque e comprometer o desempenho das vendas.

Com um sortimento baseado no comportamento do consumidor, ainda é possível tornar a sua loja mais atrativa para o mercado, diferenciando-a da concorrência e aumentando a visibilidade e as vendas.

Como definir o sortimento de produtos ideal para a sua loja?

Vamos, então, à parte prática! Separamos algumas dicas para você fazer uma gestão eficiente do sortimento e identificar a melhor seleção de produtos para o seu negócio.

Entenda a demanda dos consumidores

A estratégia básica para definir o sortimento de produtos ideal para a sua loja é buscar atender às demandas e necessidades dos seus clientes. Para isso, você deve estudá-los a fundo, de forma a traçar o seu perfil demográfico e comportamental.

Ao identificar as suas expectativas e hábitos de consumo ao longo da jornada de compra, é possível descobrir as categorias de produtos mais atrativas para os compradores, assim como as variações de cores, modelos e tamanhos mais adequadas para eles.

Vale segmentar diferentes grupos de consumidores dentro do seu público-alvo, para ter uma visão ainda mais completa das preferências e dores que você deve suprir com o seu sortimento de produtos.

Para obter essas informações, você pode fazer uma análise da sua própria base de clientes, além de solicitar o feedback dos consumidores e estudar a concorrência.

Analise os relatórios de vendas e estoque

O processo de gestão de sortimento deve ser baseado em dados reais para ser realmente eficaz. Analise o histórico de vendas e o giro do estoque para identificar os produtos com alta e baixa saída ao longo do ano.

Com essas informações em mãos, você poderá realizar uma previsão de demanda mais precisa para planejar as reposições do seu estoque e montar um sortimento adequado de produtos.

É essencial realizar análises constantes desses dados para manter o equilíbrio da variedade de mercadorias oferecidas em cada categoria do varejo. Para ajudar nessa tarefa, vale contar com um sistema de gestão especializado.

Considere as sazonalidades

Aproveite os relatórios de vendas e estoque para identificar também os períodos de alta e baixa sazonalidade na sua loja. Afinal, durante essas épocas, há variações na demanda dos consumidores por determinadas mercadorias.

Com um calendário das sazonalidades do varejo, você poderá planejar o sortimento de produtos com mais assertividade ao longo do ano, assim como as reposições de estoque, para evitar cenários de falta e excesso de itens.

Calendário comercial: principais datas comemorativas para o e-commerce

Leve em conta o posicionamento da marca

Outro fator importante que deve ser considerado na hora de definir o sortimento de produtos é o posicionamento da marca.

Imagine um e-commerce especializado em camisetas estampadas. Nesse caso, é comum haver uma menor variedade de categorias na loja, uma vez que o grande foco da marca são justamente as camisetas estampadas.

Por outro lado, há um grande sortimento. Ou seja, muitas variações de modelos, cores, materiais, tamanhos e estampas das camisetas dentro de cada categoria.

Agora, vamos imaginar uma loja online de vestuário feminino em geral, que vende peças de roupas, calçados e acessórios. Nesse caso, como o público é mais amplo, existem várias categorias de produtos, mas a tendência é que o sortimento seja menor em cada uma.

Sendo assim, podemos dizer que o ideal é que o sortimento do negócio seja alinhado à proposta e aos objetivos da marca.

Como aliar o sortimento a uma estratégia omnichannel?

Diante de um varejo cada vez mais omnichannel, com a integração dos canais de vendas físicos e digitais das marcas, como é possível definir o sortimento de produtos?

O ideal é buscar promover uma experiência de compra consistente em todos os canais. Isso significa disponibilizar o mesmo sortimento em todos os pontos de venda, sejam eles físicos ou online.

Para isso, uma boa estratégia é considerar a demanda simultânea dos consumidores nos diferentes canais. Assim, é possível atender às expectativas dos clientes em todos eles, proporcionando uma experiência facilitada e mais completa.

Realizar a integração dos estoques também é essencial, por meio de ferramentas como a prateleira infinita, que permite a venda de produtos do estoque do e-commerce na loja física.

E aí, ficou claro o que é sortimento e como fazer a seleção de produtos ideal para o seu empreendimento?

Lembre-se de que é essencial se basear no histórico de vendas, nos seus clientes e no seu posicionamento de marca, para fazer uma gestão mais precisa e eficiente.

Se você quer entender melhor sobre o último tópico que abordamos, leia nosso conteúdo completo sobre omnichannel e como implementar essa estratégia!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, agosto, 2022

10 dicas de gestão financeira para a sua empresa

Reunimos as principais dicas de gestão financeira para as empresas seguirem e garantirem o crescimento do negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

03, agosto, 2022

O que é ruptura de estoque e como evitá-la no varejo?

A ruptura de estoque pode ter várias consequências negativas para uma loja. Conheça as principais causas desse problema e como evitá-lo!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

02, agosto, 2022

NPS: o que é e como calcular a satisfação do cliente?

Entenda a fundo o que é NPS e como utilizar essa metodologia para mensurar a satisfação dos clientes do seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

O que é sortimento de produtos e como definir o ideal para sua loja?

E-commerce

22 de junho de 2022

A gestão do sortimento de produtos é um processo muito importante para o varejo, seja ele físico ou digital. Mas você sabe do que se trata esse conceito?

De forma geral, o sortimento se refere à quantidade de diferentes itens comercializados por uma loja, dentro de uma categoria específica.

Definir o sortimento ideal para o seu empreendimento é fundamental para conseguir atender às demandas do seu público-alvo, realizar uma gestão de estoque eficiente e aumentar as suas vendas.

Quer se aprofundar no assunto? Então, continue conosco que vamos explicar o que é sortimento de produtos e como definir o ideal para o seu negócio!

O que é sortimento?

O sortimento é o número de diferentes produtos comercializados dentro de uma categoria da loja, seja ela física ou virtual — esse é o conceito definido por Michael Levy e Barton Weitz, renomados professores de gestão do varejo.

Sendo assim, o sortimento está muito relacionado à profundidade, ou seja, o conjunto de SKUs (códigos que identificam os itens de acordo com as suas características e variações) presentes em uma categoria de produtos.

Para entender melhor, é preciso levar em consideração que os fabricantes costumam produzir diferentes tipos e variações de mercadorias. Uma camiseta, por exemplo, pode ser produzida em modelos, cores, tamanhos e materiais distintos.

Nem sempre faz sentido para os comércios venderem todo esse portfólio em seus canais de vendas. Por isso, os varejistas precisam fazer uma seleção dos itens mais adequados para atender às expectativas dos seus consumidores.

Um varejo especializado costuma apresentar um sortimento elevado da sua categoria principal. Uma loja de departamentos, por sua vez, pode contar com uma maior variedade de categorias e um menor sortimento em cada uma delas.

Diferença entre sortimento e mix de produtos

Embora sortimento e mix de produtos sejam muito utilizados como sinônimos, há uma diferença básica entre os termos, segundo o conceito de Levy e Weitz.

Enquanto o sortimento se refere à seleção de mercadorias disponíveis em uma determinada categoria da loja, o mix de produtos consiste no portfólio completo de itens vendidos pelo empreendimento.

Para ilustrar, pense em uma loja de calçados femininos com diversas categorias, como botas, tênis, sandálias e rasteirinhas. O mix de produtos é o catálogo completo de produtos oferecidos pela marca. Já o sortimento é a quantidade de itens presentes em cada categoria.

Qual é a importância da gestão do sortimento para o varejo?

Realizar uma boa gestão do sortimento é fundamental para encontrar o ponto de equilíbrio em relação às opções de produtos oferecidas pelo seu negócio.

Afinal, é preciso disponibilizar diferentes tipos e variações de mercadorias para garantir que o consumidor encontre o produto que melhor atenda às suas expectativas e necessidades.

Por outro lado, se o sortimento for amplo demais, o cliente pode ter dificuldades em fazer uma escolha, tendo uma experiência negativa e deixando de fazer a compra. Isso, por sua vez, pode resultar em estoques parados e prejuízos financeiros.

Dessa maneira, é preciso definir o sortimento de produtos de forma estratégica, buscando a seleção ideal de mercadorias que ofereça uma variedade suficiente, sem sobrecarregar o estoque e comprometer o desempenho das vendas.

Com um sortimento baseado no comportamento do consumidor, ainda é possível tornar a sua loja mais atrativa para o mercado, diferenciando-a da concorrência e aumentando a visibilidade e as vendas.

Como definir o sortimento de produtos ideal para a sua loja?

Vamos, então, à parte prática! Separamos algumas dicas para você fazer uma gestão eficiente do sortimento e identificar a melhor seleção de produtos para o seu negócio.

Entenda a demanda dos consumidores

A estratégia básica para definir o sortimento de produtos ideal para a sua loja é buscar atender às demandas e necessidades dos seus clientes. Para isso, você deve estudá-los a fundo, de forma a traçar o seu perfil demográfico e comportamental.

Ao identificar as suas expectativas e hábitos de consumo ao longo da jornada de compra, é possível descobrir as categorias de produtos mais atrativas para os compradores, assim como as variações de cores, modelos e tamanhos mais adequadas para eles.

Vale segmentar diferentes grupos de consumidores dentro do seu público-alvo, para ter uma visão ainda mais completa das preferências e dores que você deve suprir com o seu sortimento de produtos.

Para obter essas informações, você pode fazer uma análise da sua própria base de clientes, além de solicitar o feedback dos consumidores e estudar a concorrência.

Analise os relatórios de vendas e estoque

O processo de gestão de sortimento deve ser baseado em dados reais para ser realmente eficaz. Analise o histórico de vendas e o giro do estoque para identificar os produtos com alta e baixa saída ao longo do ano.

Com essas informações em mãos, você poderá realizar uma previsão de demanda mais precisa para planejar as reposições do seu estoque e montar um sortimento adequado de produtos.

É essencial realizar análises constantes desses dados para manter o equilíbrio da variedade de mercadorias oferecidas em cada categoria do varejo. Para ajudar nessa tarefa, vale contar com um sistema de gestão especializado.

Considere as sazonalidades

Aproveite os relatórios de vendas e estoque para identificar também os períodos de alta e baixa sazonalidade na sua loja. Afinal, durante essas épocas, há variações na demanda dos consumidores por determinadas mercadorias.

Com um calendário das sazonalidades do varejo, você poderá planejar o sortimento de produtos com mais assertividade ao longo do ano, assim como as reposições de estoque, para evitar cenários de falta e excesso de itens.

Calendário comercial: principais datas comemorativas para o e-commerce

Leve em conta o posicionamento da marca

Outro fator importante que deve ser considerado na hora de definir o sortimento de produtos é o posicionamento da marca.

Imagine um e-commerce especializado em camisetas estampadas. Nesse caso, é comum haver uma menor variedade de categorias na loja, uma vez que o grande foco da marca são justamente as camisetas estampadas.

Por outro lado, há um grande sortimento. Ou seja, muitas variações de modelos, cores, materiais, tamanhos e estampas das camisetas dentro de cada categoria.

Agora, vamos imaginar uma loja online de vestuário feminino em geral, que vende peças de roupas, calçados e acessórios. Nesse caso, como o público é mais amplo, existem várias categorias de produtos, mas a tendência é que o sortimento seja menor em cada uma.

Sendo assim, podemos dizer que o ideal é que o sortimento do negócio seja alinhado à proposta e aos objetivos da marca.

Como aliar o sortimento a uma estratégia omnichannel?

Diante de um varejo cada vez mais omnichannel, com a integração dos canais de vendas físicos e digitais das marcas, como é possível definir o sortimento de produtos?

O ideal é buscar promover uma experiência de compra consistente em todos os canais. Isso significa disponibilizar o mesmo sortimento em todos os pontos de venda, sejam eles físicos ou online.

Para isso, uma boa estratégia é considerar a demanda simultânea dos consumidores nos diferentes canais. Assim, é possível atender às expectativas dos clientes em todos eles, proporcionando uma experiência facilitada e mais completa.

Realizar a integração dos estoques também é essencial, por meio de ferramentas como a prateleira infinita, que permite a venda de produtos do estoque do e-commerce na loja física.

E aí, ficou claro o que é sortimento e como fazer a seleção de produtos ideal para o seu empreendimento?

Lembre-se de que é essencial se basear no histórico de vendas, nos seus clientes e no seu posicionamento de marca, para fazer uma gestão mais precisa e eficiente.

Se você quer entender melhor sobre o último tópico que abordamos, leia nosso conteúdo completo sobre omnichannel e como implementar essa estratégia!

Compartilhe esse conteúdo

  • Logo Facebook colorido
  • Logo Linkedin colorido
  • Logo Twitter colorido
  • Logo Whatsapp Colorido

Você também vai gostar..

05, agosto, 2022

10 dicas de gestão financeira para a sua empresa

Reunimos as principais dicas de gestão financeira para as empresas seguirem e garantirem o crescimento do negócio. Confira!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

03, agosto, 2022

O que é ruptura de estoque e como evitá-la no varejo?

A ruptura de estoque pode ter várias consequências negativas para uma loja. Conheça as principais causas desse problema e como evitá-lo!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo

02, agosto, 2022

NPS: o que é e como calcular a satisfação do cliente?

Entenda a fundo o que é NPS e como utilizar essa metodologia para mensurar a satisfação dos clientes do seu negócio!

Compartilhe esse conteúdo

  • logo
  • logo
  • logo
  • logo